Plantão
Lazer

Lazer vira oportunidade para ganhar dinheiro em momento de crise

Publicado dia 05/06/2017 às 16h19min
Coaching de transição de carreira, Taís Targa, dá algumas dicas. Dados do IBGE indicam que 472 mil profissionais estão na informalidade.

Diante da crise econômica, aqueles que perderam o emprego enxergam no lazer uma possibilidade de ganhar o dinheiro. De acordo com a coaching de transição de carreira, Taís Targa, esta opção exige planejamento.

Segundo números do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), estima-se que 472 mil empregados do setor privado trabalham na informalidade no Paraná. Os dados são referentes ao segundo trimestre desse ano e são os últimos levantados pelo IBGE. No primeiro trimestre, esse número era de 460 mil.

Segundo Taís Targa, isso ocorre porque o mercado de trabalho não está conseguindo absorver a quantidade de mão-de-obra qualificada que está à procura de emprego.
"Muitas pessoas chegam a conclusão de que elas não precisam de um emprego de carteira assinada. Elas precisam de um trabalho e de uma remuneração", afirmou a consultora.
saiba mais
Acesse a página especial do G1 PR para 'concursos e emprego'
Sem emprego, profissionais se tornam freelancers para garantir renda
Taís Targa dá algumas dicas para quem tem uma habilidade, uma ideia, mas não sabe como fazer disso um negócio.

Para ela, é preciso ter persistência, disciplina, saber vender e montar um plano de negócio.

Persistência
Para a consultora de transição de carreira é preciso ter paciência, pois nem sempre o lucro vem no primeiro mês. “Às vezes você ganha três, quatro vezes menos no primeiro, no segundo, no terceiro e no quarto mês para depois começar o seu momento de virada", diz Taís.

Disciplina
"Têm pessoas que não produzem muito bem se não tiverem um chefe, um sócio para quem dar satisfação, por isso a disciplina é essencial", avisa a consultora.

Saber vender
Saber vender não é tão simples assim, segundo a consultora. Ela diz que não é apenas colocar um anúncio na internet. É preciso saber vender sua imagem, vender seu produto. "Você tem que ter essas competências bem desenvolvidas ou, se você não tem essas competências, procure isso. Faça cursos", orienta Taís.

Plano de negócio
Para Taís é importante montar um plano de negócio. "Saber onde é que sua empresa quer chegar, quanto ela vai faturar, qual que é o público alvo dela, para quem que você vai vender. É preciso ter estratégia".

Quer saber mais notícias da região? Acesse G1 Paraná.

Fonte: G-1